Notícias


Data da publicação: 12/04/2021

Mancha Crioula registra vendas para Espanha e valorização de exemplares

Realizado na noite de sexta-feira, 9 de abril, o leilão Mancha Crioula, organizado pela Trajano Silva Remates, ocorreu de forma virtual após o cancelamento do evento devido à situação causada pela pandemia da Covid-19. Mesmo assim trouxe números expressivos e novos mercados para o Cavalo Crioulo. A média do leilão foi de R$ 30,97 mil.

De acordo com o leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, que conduziu as vendas na noite, esta foi a melhor edição de todas as realizadas do Mancha Crioula até hoje. “Foi a edição onde vendemos mais rápido, vendemos tudo, com o maior preço e a melhor média. Os machos se valorizaram de uma maneira diferenciada que fizeram uma média excepcional. O leilão correspondeu muito mais do que a expectativa”, observou.

Entre os destaques do leilão estão a venda de três lotes para um brasileiro radicado em Barcelona, na Espanha. Além disso, dois exemplares entraram na lista dos animais valorizados em mais de R$ 1 milhão. O cavalo Marconi Xerife teve uma cota de 10% vendida a R$ 140 mi, o que torna o valor de mercado do cavalo em R$ 1,4 milhão. Já o garanhão Monarca da Bela Esperança teve duas cotas de 5% comercializadas a R$ 60 mil, com valorização de mercado em R$ 1,2 milhão.

Foto:   JG Martini/Divulgação