Giovanni Oliveira

Giovanni Oliveira

15/06/2020

Remates virtuais na Temporada de Outono registram alta liquidez

Leilões de cavalos Crioulos também apresentaram resultados positivos gerando boas expectativas para os próximos eventos

 

A Temporada de Outono da pecuária gaúcha foi atípica neste ano devido, principalmente, à pandemia do Coronavírus (Covid-19), e a seca registrada no Rio Grande do Sul que causou muitos prejuízos na agropecuária. Todos os remates de bovinos foram realizados de forma virtual em consequência das restrições sanitárias para evitar a propagação do vírus. Mas, apesar deste cenário, os resultados foram considerados surpreendentes.

 

O leiloeiro e diretor da Trajano Silva Remates, Marcelo Silva, salienta que a liquidez na venda dos bovinos foi muito alta, com a comercialização de todos os animais colocados à venda. “Este resultado foi muito importante apesar da restrição a eventos somente virtuais”, salienta, lembrando que em alguns lugares chegou a ser cogitada a realização de leilões presenciais, mas que acabou não se concretizando. Silva já acredita em uma Temporada de Primavera muito favorável, com a esperança de que até o final de julho seja possível que a pandemia do Coronavírus tenha terminado.

 

Silva destacou, ainda, a venda de Cavalos Crioulos. Nos últimos dois meses, disse que ocorreram altos e baixos como já era previsto, mas, no entanto, em pelo menos alguns remates, mesmo sendo virtuais, foram surpreendentes os resultados tanto em faturamento quanto nas médias alcançadas nos exemplares vendidos. “Alguns animais registraram boas valorizações. Estes resultados positivos convergem para um cenário otimista também em relação aos próximos remates da raça Crioula”, enfatiza.

 

A Trajano Silva Remates realiza neste mês de junho leilões de cavalos Crioulos da Estância Santa Anna, no dia 21, e Redução de Manada Don Marcelino, no dia 28.

 

Foto: AgroEffective/Divulgação
Texto: Rejane Costa/AgroEffective